CASA NA PRAIA DO FORTE

2021, MATA DE SÃO JOÃO - BA
[em construção]


ARQUITETURA
João Paulo Meirelles de Faria

EQUIPE
Bruno Manso 
Augusto Paiva
Carolina Hosino

ESTRUTURA
Leandro Abreu Engenharia de Estruturas e Consultoria

INSTALAÇÕES
Facilitas Engenharia e Instalações

CONSTRUÇÃO
Livenge Engenharia

CONSULTORIA CONCRETO
GR Consultoria

CONSULTORIA TELHADO
Arquimedes Costa Engenharia Estrutural



A Casa na Praia do Forte está inserida num terreno plano de 1260 m² a apenas 300 metros da areia numa região de restinga onde também se situa uma das sedes do projeto Tamar, que há muitos anos desenvolve um projeto modelo na conservação das tartarugas marinhas.

O projeto da casa, com sua disposição longitudinal no terreno, procura aproveitar ao máximo as visuais para as áreas de proteção ambiental com sua peculiar flora regional. Se organiza a partir da divisão em três blocos programáticos independentes a saber:

- o bloco social, com a sala de estar, jantar e cozinhas se integra completamente com o exterior a partir das suas fachadas envidraçadas com caixilhos de alumínio que recolhem completamente transformando o espaço em uma grande varanda aberta para a piscina e seu solário.

- o bloco do quarto principal, que além do quarto e banheiro do casal situados no pavimento térreo, contem também um escritório e um ateliê orientados para visuais opostas no pavimento superior.

- o terceiro bloco, mais amplo, contempla os demais quartos [das filhas do casal], os quartos dos hóspedes e as áreas de serviço. Também se organiza em dois pavimentos com vistas para frente e fundos do terreno.

A ligação entre os três blocos se dá através de um eixo central de circulação e sua relação em altura se dá em meios níveis, isto é, a partir do nível da piscina se chega ao pavimento inferior com apenas meio lance de escada, e para o superior isso se dá da mesma maneira.

Os quartos inferiores nos dois blocos de quartos, são enterrados em 50 centímetros gerando uma ambiência de muito conforto e com maior diversidade em relação aos quartos do pavimento superior. Da mesma maneira, o bloco social em nível intermediário tem visuais ampliadas e acesso confortável para os demais ambientes da casa.  

A CONSTRUÇÃO:  PEDRA, CONCRETO E MADEIRA
 
Do ponto de vista construtivo a casa possui um embasamento todo em alvenarias de pedra natural da região, que conforma o solário, a piscina, os jardins de entrada da casa e também os muros de arrimo dos quartos.

Sobre esta primeira camada de pedra surge a estrutura em concreto armado, formadas por seis longas paredes de concreto de 3 metros de altura que conformam os blocos do programa. As paredes se estendem, para além dos ambientes no exterior, de modo a conformar os respectivos jardins de cada ambiente. As paredes têm 20cm de espessura e são todas em concreto aparente protegidas com hidrofugante. Elas apoiam as lajes dos pavimentos superiores [também em concreto aparente sem forros], apoiam jardineiras nas fachadas e no eixo central uma grande calha de captação de águas pluviais.

A última camada construtiva são as coberturas e os brises de sombreamento que apoiam sobre a estrutura de concreto e são todos em madeira cumaru. Os telhados em telhas do tipo shingle possuem planos que conduzem as águas pluviais para a calha central.

A casa na praia do Forte possui 630 m² e quer ser uma contribuição contemporânea na paisagem praiana de Mata de São João.







Endereço


R. São Vicente de Paulo, 705 / 62
Santa Cecília, São Paulo - SP
01229 010


Contato


+ 55 11 3822.3154 ∙ 98925.1094
meirellesfaria@gmail.com
vereda@vereda.pro